Pages

o meu único desejo

E de repente tudo muda. Sentes que o vento mudou de rumo, que o sol brilha mais para ti, que os teus receios te concedem finalmente um momento para respirar, que o mundo gira mais no teu sentido. São estes dias que nos permitem construir sonhos, relativizar palavras e atitudes, acreditar que conseguimos mesmo mesmo ser felizes. Viras a página e tens o mundo todo à tua espera, todas as oportunidades estão em aberto. É um novo capítulo, um novo rumo, que te aproxima mais do objectivo do teu coração. São Pessoas Que Acreditam Em Ti. Que te desejam palavras doces, que agradecem que estejas presente nas suas vidas. E essas Pessoas valem por todas as outras. 



Para 2017 tenho apenas um desejo:

Que se cruzem comigo as Pessoas Certas.
SHARE:

2017, traz-me coisas boas ♥

Os anos pares são os meus anos de preparação para os ímpares. São a transição para algo maior, um salto no meu crescimento, na minha vida em si. 2016 foi, como esperado, um ano de passagem. Mas sobretudo foi um ano de limpeza e crescimento pessoal. Tenho a agradecer a 2016 a viagem à Islândia e a clareza de espírito. A arrumação que fiz nas minhas relações. Limpei muitas pessoas que me traziam dissabores, abracei outras que chegaram com o coração cheio. Aprendi a desconfiar de sorrisos prontos e palavras sem sentido. Cheguei um bocadinho mais perto de perceber o que é realmente importante nos nossos dias, o que é realmente priritário. O que nos traz serenidade e nos faz acordar felizes. Sonhei com o meu projecto de vida, falei dele às pessoas indispensáveis para vê-lo crescer, mas ainda tenho de amadurecer os passos para trazê-lo à luz dos dias. Sei, graças a 2016, o que realmente quero fazer e o que não quero continuar a fazer, de todo. Mas, sobretudo, quero agradecer o espaço que desocupei na minha vida e nos meus dias. Porque as coisas boas só chegam quando arranjamos espaço para elas entrarem e ficarem connosco. E eu tenho muito espaço à espera do que 2017 me vai trazer de bom.


 E alguma coisa me diz que vai ser um ano realmente ímpar ♥
SHARE:

é tempo de natal


Que seja tempo de dar mais de nós aos outros. De nos lembrarmos de quem está longe, de oferecer palavras meigas a quem gosta de nos ouvir, de abraçar com força quem faz parte da nossa vida. Tempo de parar e agradecer o que temos, o que nos faz felizes, as pessoas que a vida nos trouxe.

É tempo de estar em família e com os amigos que escolhemos.

É tempo de natal.





Feliz Natal :)



SHARE:

pela estrada fora | o litoral


Fugimos no último fim de semana antes do natal. Fomos pelo litoral encher o peito ar fresco. Deixámos para trás listas de compras, enfeites de natal, presentes de última hora, as ausências dos dias de trabalho.



Espreitámos o Baleal e todo aquele azul, a Foz do Arelho e a Praia do Norte na Nazaré. Depois fizemos um retiro da cidade no Rio do Prado. Um hotel ecológico, em perfeita comunhão com a natureza.




Os quartos, pequenas casinhas no meio do verde, são espaçosos, com uma decoração impecável, com salamandra e uma banheira de betão que faz as delícias de quem precisa mesmo de umas horas para relaxar.



Têm ainda uma estufa que é talvez dos sítios mais bonitos onde já entrei. Imensas variedades de legumes e ervas aromáticas, que são usados no restaurante do hotel, o Maria Batata. 

Foi um fim de semana delicioso, para acalmar destes últimos dias de 2016, em que toda a gente corre para todo o lado. Foi uma escapela romântica que nos tirou meses de trabalho de cima.


Agora, de volta à cidade, para a inauguração de um projecto do coração, de que voz falarei muito em breve. 

E faltam apenas três dias para o Natal!



SHARE:

tiros (pouco) certeiros

Sim, eu trabalho numa empresa que me sentou a uma secretária com um contrato à minha frente e me perguntou se estava a pensar engravidar em breve. Sim, esta mesma empresa vende produtos de bebé. Sim, recusei outra oferta de trabalho que estava garantida porque a minha empresa me "vendeu" a característica familiar. Sim, todas as semanas me apontem o dedo quando não sou perfeita no que faço. Sim, toda a minha vida profissional foi um tiro ao lado.
Hoje escrevo e aceito que fui uma das vitímas iguais às das reportagens que passam na televisão e que parecem tão distantes de nós. Hoje escrevo para quem, como eu, cega na hora de acertar na oportunidade. Na hora de seguir o melhor caminho. Continuo à espera de perceber o desígnio, a finalidade de ter escolhido esta direcção. Começo a consumir-me pela ideia de que a minha oportunidade não chega, por mais que faça para alcançá-la. Compreendo a necessidade de existir um equilíbrio na nossa vida. Que não podemos ter tudo de bom, que nada é perfeito. Continuo também a tentar relativizar, a agradecer as coisas boas que tenho. Mas um novo ano aproxima-se e já sei qual será um dos desejos que vai preencher a minha lista.
SHARE:

a época mais bonita do ano

✰ Frio
✰ Chuva
✰ Chocolate quente
✰ Pinheiro 
✰ Manta
✰ Luzes de natal




Olá Dezembro ⛄

SHARE:
© O que vem à rede é peixe. All rights reserved.