Pages

por onde andamos



Estamos a passar uns dias a sul.

Sigam tudo por aqui.
SHARE:

primeiras roupas ♥



Chegamos às 32 semanas (!) deste amor pequenino. Tenho de confessar que tudo o que envolve roupas pequeninas, cores neutras, lençóis mini, animais de peluche e decoração de um quarto de bebé me tem ocupado o pensamento e os dias a 90%.

Sinto cada vez mais a vontade de fazer o "ninho" como lhe chamam e nesta fase é importante já ter algumas coisas bem definidas. A mala (que ainda não está), o quarto (que muito muito em breve vos dou a conhecer) e escolher com todo o amor e carinho as primeiras roupas.




Tenho uma adoração por estes tons. Cinzentos, beges, toupeira, branco. Tenho algumas coisas azuis, mas acabei por dedicar-me mais a este estilo neutro. 

Um amor as primeiras roupas do Sebastião ♥


Peluche Coelho - Homemade (feito por familiares)
Botinhas -Homemade
Macacão Toupeira - Ramo Verde
Macacão Cinza - Laranjinha
Casaco Branco - Homemade
Envelopes primeiras roupas - Homemade


SHARE:

agora sou "apenas" a mãe

Penso em muitas coisas que não escrevo aqui. Nunca seriam socialmente aceites. Coisas que só admitimos para nós próprias, que os outros tentam desculpar com as descargas hormonais ou a ansiedade do momento. Coisas que soam ingratas e egoístas. Há momentos, que não chegam a ser dias sequer, apenas momentos. Duram alguns minutos, muitas vezes desencadeados por palavras ou gestos sem sentido, em que me pergunto se estou preparada para isto. Se é a altura certa. Se conseguirei a paz de espiríto necessária para não largar tudo e pensar só em mim. Logo depois sinto-te mexer dentro da minha pele e sinto-me a pessoa mais abençoada do mundo, cheia de amor, preparada para tudo. Acabo por me sentir mal comigo mesma devido às limitações que me impões, e mal comigo mesma por ser egoísta a esse ponto. É como uma montanha russa de emoções. Ora tudo me parece errado ou demasiado certo. A verdade é que ninguém nos prepara para todas as alterações que vamos sentir, fisica e emocionalmente. Deixamos de ter o nosso corpo, de conseguir controlar as alterações que nele acontecem, começamos a ser tratadas por mãe. Deixei, pura e simplesmente, de ser a Joana e passei a ser a Mãe. É um estatuto interessante, mas ainda o sinto como redutor. Por fim, todos esperam que estejamos calmas, relaxadas, pacientes, com um brilho nos olhos, com todo o instinto que nos é inerente. E todos nos dizem que vai correr tudo bem, que saberemos sempre o que fazer, que é o melhor do mundo. E, mesmo assim, não é assustador saber que vem aí o melhor do mundo? E que somos nós que lhe estamos a dar vida? Que somos, na verdade as mães da próxima geração? Das próximas pessoas?


SHARE:

experiências deliciosas ♥


Passamos 9 meses a imaginar como será o nosso bebé. Terá o nariz do pai? As bochechas da tia? O queixo da avó? Há quem diga que assim que nascem são a cara do pai, mas passamos sempre imenso tempo a divagar pelas fotografias de bebés da família à espera do grande momento. 




A convite da BabySmile matei a curiosidade e conheci o Sebastião um bocadinho antes! E que experiência foi! Para além de ter amigas no projecto, a Inês é um poço de paciência e simpatia. O Sebastião esteve meia hora sem se decidir se deveria aparecer, mas com uns docinhos e muitas palmadinhas de amor lá conseguimos finalmente ter uma imagem perfeita! Não existem palavras para descrever o que é distinguir os traços do nosso bebé. É simplesmente delicioso ♥



Podem saber tudo acerca da ecografia emocional 4D no site da BabySmile. Para além de terem clínicas fixas também participam em eventos de norte a sul!



É ou não é uma delícia??? ♥



SHARE:

chovem coisas bonitas ♥

Trazer o melhor do tempo lá fora cá para dentro.


Adoro receber coisas bonitas pelo correio, ainda para mais quando sei que vêm cheias de boa energia e que são feitas com o coração.

A Joana, da Cloudish, ofereceu miminhos para o quarto do amor pequenino. E eu fico de coração cheio com estes gestos de pessoas que só conhecemos através de algumas imagens nas redes sociais. São estas pequenas coisas que temos a agradecer à era digital em que vivemos. De nos cruzarmos com pessoas tão especiais.



Temos feito tudo com muita calma. Sem pressas, com gestos demorados, como se namorássemos cada minuto que passamos a criar este espaço. As paredes já têm o tom certo, o berço já está montado, falta tudo o resto. Mas está tudo imaginado :)

Estes pequenos apontamentos tão bonitos aceleram-me a vontade de ter tudo pronto JÁ.
Nas próximas semanas vou partilhar mais à medida que o quarto vai tomando forma.


Obrigada Joana ♥


SHARE:

bem vindos 30♥


Não me canso de receber flores. Simples, brancas, ficam sempre bem em qualquer divisão da casa.
Estas são frésias (têm um aroma maravilhoso) e foram-me oferecidas por uma  querida amiga no meu aniversário.


Recebi mais presentes do coração de pessoas que sabem bem do que gosto. Penso que é a parte boa do processo da maturidade, conhecermo-nos melhor e dar-nos a conhecer aos outros como somos.



 Shampoo e Gel de Duche da Cowshed, uma marca que diz ser livre de químico e apenas à base de produtos naturais, Estou super curiosa em experimentar!


Camisa H&M
Mala Mango


Camisas de dormir e roupão para a maternidade Womens Secret


O livro Como não Morrer, para continuar a minha saga literária dos últimos tempos. Para breve vou falar-vos sobre tudo o que tenho aprendido e implementado no meu dia a dia.

Mas o que ainda não vos disse e que me deixou de lágrimas nos olhos, foi o presente que recebi do meu amor. Há algum tempo que percebi que a minha máquina fotográfica actual não estava ao nível do que queria. Pois que recebi a máquina perfeita. De tal forma que me sinto intimidada só de olhar para ela. É linda, é perfeita, é tudo o que eu quero.


Fujifilm XT-1 Silver Edition

Vamos ser inseparáveis nos próximos tempos até conhecê-la como a palma da minha mão ♥

Estou tão mas tão agradecida. Foi um dia cheio de sol, calor, como há muitos anos não tinha a sorte de ter. Estive com os amigos, a família a duplicar e fiquei de coração cheio com todas as surpresas.
Bem vindos 30 ♥



SHARE:

projecto do ♥

Foi um projecto feito com o coração. Uma pessoa muito especial decidiu mudar de vida quando já ninguém acredita que se podem realizar sonhos.Com um orçamento muito limitado, pegámos num espaço completamente fora de moda, velho, sujo, pouco aproveitado e imaginámos o enorme potencial escondido por trás das paredes escuras.

Corri imensas velharias, catálogos de cor, fotografias de inspiração no instagram. Queria um espaço funcional, cheio de luz, contemporâneo, mas que ao mesmo tempo tivesse alguma história para contar. Consegui-o através de quase toda a mobília que comprámos em segunda mão e à qual lhe demos uma nova vida. O destaque foi todo para ela, o chão e as paredes cederam-lhe o papel principal.



Ficou harmonioso, confortável, com uma luz incrível.




O Grão de Café fica em Santarém. 

É o meu primeiro projecto do ♥



Mobília : Lojas de 2ª mão, Ikea e algumas feitas por nós



SHARE:

os últimos dias dos vinte

Deixo os vinte para trás. Deixo a pressão dos dez anos da nossa vida em que temos de definir qual o nosso caminho. A definição profissional, a escolha da pessoa certa para ter ao nosso lado, a conquista de um lar, de um carro, da maturidade. Deixo para trás anos de uma grande revolta e insatisfação pessoal. De algum sofrimento. De muitas batalhas perdidas, tanto com outras pessoas, mas principalmente comigo mesma. Deixo para trás uma profissão que nada me diz, pessoas que nada me dizem, lutas que já não vou ganhar.
Entro nos trinta com a certeza de que cumpri muito do que esperavam de mim. Mas quase nada do que estabeleci para mim mesma. Colmatei muitas falhas no meu carácter, percebi o que não quero fazer, agucei os sentidos para a beleza colateral. Coisas que sempre me trouxeram entusiasmo, mas às quais dei pouca importância no devido momento.
Chego aos trinta com a pessoa que amo, com um lar, com alguns países conhecidos, com um cuidado e atenção ao meu corpo que nunca tive, com poucos mas bons amigos.
Chego aos trinta com uma lista imensa de sonhos por concretizar. A viagem que não fiz, o voluntariado para o qual nunca tive coragem de partir, o sonho profissional ainda meio desvanecido. Ñão sei se vou conseguir cumprir os pontos que ficaram sem uma conclusão, mas sei que começo a ter maturidade para aceitar que a vida nos dá pouco tempo e poucas oportunidades para atingi-los.
E essa, para mim, é a grande lição dos vinte anos. As oportunidades só surgem uma vez. O tempo não pára mais para voltarmos a reflectir sobre elas. O tempo e as oportunidades são agora. Não são hoje ao final da tarde, amanhã ou no próximo mês. O tempo é agora.



Voltando dez anos atrás, o que teria dito baixinho à miúda despreocupada com todo o tempo do mundo: 
Agarra o tempo. Abre os olhos para o que está a tua volta. Não podes voltar a este momento. Vai. Simplesmente vai.
SHARE:

cuidar de nós

Vinte e três semanas deste amor pequenino. Tem sido um fase muito calma, acho sinceramente que atingi o meu auge de serenidade e maturidade em relação a certos aspectos da vida, que não tinha até aqui. Luto pelo que devo lutar, esqueço e não dou  mínima importância a coisas que antes me tiravam do sério. A vida já mudou nesse sentido, assim com noutros aspectos mais práticos.

Cuidar de mim é, neste momento, uma prioridade. É através do meu corpo que vou entregar mais alguém a este mundo e estou plenamente consciente disso. Os meus cuidados na alimentação estão mais enraizados que nunca e dou por mim a desejar batatas fritas mas logo a seguir apetece-me um sumo verde para desintoxicar. Ando neste equilíbrio quase perfeito aliado a idas regulares ao ginásio que se manteve desde o primeiro dia. Muitas caminhadas com o amor de quatro patas e sopa em muito maior quantidade. Porque a fome está cá. E veio para ficar. É por isso que a afogo em sopa sempre que posso :)



No corpo tenho usado e abusado do Bio Oil, tem uma textura que se dissolve na pele rapidamente, complementado com o Creme Anti Estrias da Barral, que tem um aroma super delicado a amêndoas doces. Para além da consciência com a alimentação, o meu interesse por produtos mais naturais também cresceu. Alterei a minha rotina com alguns sabonetes, shampoos e cremes biológicos que encontrei na Miosótis, Celeiro e áreas biológicas de outros hipermercados. Saber que a minha pele estava a absorver produtos químicos (e alguns tóxicos) não me estava a deixar confortável. Se antes comecei a questionar esta questão, a gravidez veio impulsionar essa mesma decisão.

Sabonete de própolis


Vou começar agora um programa de massagens para evitar a retenção de liquídos e relaxar a sensação de "pernas cansadas". Juntamente com umas braçadas na piscina para aliviar a tensão na coluna e nos músculos de suporte. 

Algum cuidado que aconselhem?

SHARE:

amor pequenino ♥


O nosso amor pequenino é um rapaz!



Amanhã, no blog A Mãe é que Sabe, falo sobre esta descoberta maravilhosa e da oportunidade que temos em fazer deste mundo um mundo melhor.
SHARE:

Hola Madrid!

Hola!

Depois de algumas semanas sem estarmos juntos devido a compromissos profissionais, decidimos encontrar-nos em Madrid. Como uma espécie de babymoon como lhes chamam, porque infelizmente não será possível, à partida, viajarmos mais até termos cá o amor pequenino.

Ficámos maravilhosamente instalados no Only You, um hotel bem situado (fizemos todos os percursos a pé) e com uma decoração lindíssima. 




Como somos um bocadinho atraídos por museus, não pudemos deixar de visitar o Museu do Prado e o Museu Reina Sofia.


Passeámos calmamente pelos Jardins Retiro e namorámos visualmente o Palácio de Cristal, a mais bonita estufa de sempre.

 21 semanas de amor pequenino 



Fomos um bocadinho à descoberta em termos gastronómicos e alguns dos sítios que partilho convosco valem bem a pena: 

Brunch: Federal Cafe, Celicioso
Almoço: Tinto Y Tapas
Jantar: El 26, Mercado San Antonio, Hotel Only You





Foi um fim de semana frio, ventoso, com chuva mas que nos aqueceu o coração pelas horas que passeámos de mãos dadas, pelas conversas a dois, pelos sonhos partilhados, pelo que tanto temos a agradecer.


Quase quase fim de semana outra vez!


Boa sexta :)



SHARE:

faz por ti, sempre

O que é que fizeste por ti hoje? 

Ignoraste a chamada de quem não te traz coisas boas? Comeste um chocolate ao pequeno almoço? Levantaste-te da cadeira para ir respirar o cheiro a terra molhada? Correste com o teu cão na praia? Foste mais cedo abraçar quem realmente importa? Cantaste a música a alto e bom som que passava na rádio? Ligaste a alguém e disseste-lhe que tens saudades? Reviste fotografias de amigos e sorriste ao relembrar histórias com eles? Deixaste os legumes no prato e comeste só as batatas fritas? Em vez do ginásio foste comprar um mimo para ti? Fechaste os olhos com força e imaginaste-te num sítio onde já foste muito muito feliz?

Cambodja 2015


O que já fizeste por ti hoje?
SHARE:

devagar, coração

Há dias que começam com decisões muito difíceis. Que nos roubam o sono logo pela madrugada. Dias de chuva e vento dentro de nós. Dias em que temos de dizer que não. E dizer que não é como fechar portas cheias de luz. Recusar oportunidades que a vida nos dá, mesmo que o nosso coração salte de entusiasmo só pela antevisão de entrar nelas. A vida obriga-nos sempre a parar, fechar os olhos, alinhar a respiração com a terra que continua a girar e encontrar dentro de nós a resposta à pergunta faz sentido? 

O meu coração disse-me baixinho que fazia sentido, mas que não era a altura certa. Que não seria justo para quem depende de mim, para quem acreditou em mim. E eu disse não. E fechei a primeira porta que abriram de par em par para mim. Permanece o carinho de quem olhou para mim com outros olhos, de quem iria depositar a confiança de um dia tão especial nas minhas mãos. 

Hojé é um dia cinzento lá fora e muito escuro cá dentro. É um dia em que disse não a pessoas que me fizeram tão feliz. É um dia em que peço que essas pessoas compreendam e aceitem a decisão que tomei, com todo o amor que tomei, com todo o amor que tenho por elas. Porque são as pessoas que acreditam em nós que nos levam onde queremos ir. Eu só preciso de ir mais devagar.


Irlanda 2015

SHARE:

neutros para inspirar ♥

Ainda não tenho nenhuma ideia muito definida para o quarto do amor pequenino, mas começo a inspirar-me no estilo que mais gosto. 

Neutro.
Simples.
Minimalista.


Seja menina ou menino vou sempre optar por cores neutras, como o branco, beje, cinzento e um dos materias que mais se destaca nos últimos tempos, a madeira. Dar vida ao quarto com algum móvel ou apontamento de uma cor diferente, cortinados brancos para deixar passar o máximo de luz e pormenores queridos e contemporâneos nas paredes. 




Gosto muito de padrões repetitivos, como estrelinhas, riscas, bolinhas, mas não posso abusar para não criar muita confusão visual.




Será certamente um quarto fresco, banhado de luz e com uma óptima energia ♥


SHARE:
© O que vem à rede é peixe. All rights reserved.