Pages

o meu salto de fé



É contemplar a imensidão do mar num dia de chuva e descobrir a indecisão nas ondas que vão e vêm. Tentar descobrir-me no meio desta vastidão. Respirar o ar salgado, deixar-me levar pelo som da água a morrer na areia. Sentir a brisa no cabelo, na pele, no corpo todo. Relaxar do cansaço dos últimos anos e ter a inspiração a nascer na ponta dos dedos. Mas só te vejo a ti. Agora e sempre. Tu. O meu salto de fé. A melhor parte dos meus dias. A única decisão acertada que tomei. Sem olhar para trás, sem ouvir o mundo à minha volta. Só penso na estrada que me vai levar de volta a ti. A mesma que me trouxe aqui, a que me guiou durante horas para longe. Quero a estabilidade da maré vazia e uma vida repleta de ti. Quero-te. Hoje mais do que nunca. Sozinha, mais do que muito. O teu vazio faz-me doer. A minha indecisão faz-me doer. Estou cansada destes dias sem ti, sem ninguém. Estou tão cansada meu amor. Estou perdida aqui dentro sabes. Nesta imensidão que é a vida, neste mar de sentimentos contraditórios. Estou desatenta aos sinais. Já não me consigo orientar nestas marés. Já perdi o rumo do que gostava de fazer, do que um dia quis para mim e para ti. Tu que me persegues, que não me dás descanso, que me inundas o coração. Tu, o meu porto seguro.
SHARE:

4 comentários

  1. Tão bom o amor..............................

    ResponderEliminar
  2. não percebi, estão juntos ou não?
    (desculpa a minha cusquice!! ;)))

    ResponderEliminar
  3. Está tudo bem MJ, são simplesmente as saudades de estar longe. Obrigações da vida...

    Beijinho e obrigada por continuares a visitar :)

    ResponderEliminar

© O que vem à rede é peixe. All rights reserved.