Pages

O sabor dos recomeços













Sempre gostei de estradas campestres e desertas. Talvez por isso me tenha apaixonado imediatamente pela Irlanda. Em portugal, conheço muito bem a costa alentejana mas nunca me tinha aventurado no alentejo profundo. Os meus dias agora assim o obrigam e não podia caber em mim de contente ao conduzir por estes caminhos desertos e tão, tão em paz. Parei o carro vezes sem conta, mesmo sozinha, não consegui deixar escapar estas fotografias que me fazem sorrir em pleno verão, com o termómetro a registar 38 graus.
O alentejo já fazia parte da minha felicidade, agora faz parte dos meus roteiros. E vale tanto a pena as horas de estrada e os devaneios do GPS, só assim de descobrem estas paisagens apaziguantes. Parece que me sinto mais leve ao percorrê-las, têm o sabor dos recomeços.



SHARE:

2 comentários

  1. Também gosto imenso dessa imagem à open road que o Alentejo proporciona. :D

    ResponderEliminar
  2. Adoro azulejos antigos, tenho uma colecção de fotos dos que encontro por aí. Esses são lindos.

    ResponderEliminar

© O que vem à rede é peixe. All rights reserved.