Pages

Depois de acabar

Respirei fundo. Como se estivesse a suspender a respiração há anos. Como quando não temos uma coisa e só nos damos conta da falta que nos faz depois de a experimentarmos. Inspirei fundo, passei as portas automáticas que respondem a cartões de segurança e deitei o ar fora devagar, muito devagar. O sol obrigou-me a fechar os olhos, como se estivesse mergulhada na escuridão há uma eternidade. E depois senti. A leveza. A leveza do tempo, o alívio do peso que tinha sobre os ombros, a imensidão do mundo cá fora. A leveza da esperança, do futuro que tenho reservado para mim. Longe de cartões, bandas magnéticas, normas corporativas, processos de qualidade, cancelas automáticas, formalidades hipócritas. Fechei tudo dentro de uma caixa que ainda não me resolvi a queimar ou a esquecer no fundo da garagem. Acabou. 

E eu. Eu, estou prestes a começar ♥


SHARE:

3 comentários

  1. Tenho a certeza que será o início de uma bela e longa aventura :)

    ResponderEliminar
  2. E os começos são sempre tão bons! :)

    ResponderEliminar
  3. Vais ter um recomeço maravilhoso! A vida reserva-nos surpresas que nunca pensamos ter, por isso muita força e muita coragem =) " hoje é o primeiro dia do resto da tua vida..."

    ResponderEliminar

© O que vem à rede é peixe. All rights reserved.